Betabloqueadores não seletivos versus betabloqueadores seletivos no tratamento da insuficiência cardíaca: a visão do especialista

Os betabloqueadores com eficácia clínica comprovada no tratamento da insuficiência cardíaca são o carvedilol, bisoprolol e o succinato de metoprolol, os quais têm notável e consistente redução da mortalidade global, em torno de 34% a 35%.